domingo, 27 de junho de 2010

Ampliando a luz.

Nosso principal desafio diante da vida é enxergá-la com olhos de encantamento, ainda que às vezes ela nos apresente cenas que nos pareçam tão terríveis.
Se conseguirmos, apesar dos momentos difíceis, aceitar que tudo o que acontece, absolutamente tudo, consiste no cumprimento de um propósito, quem sabe conseguiremos viver percebendo mais beleza do que feiúra.
Não podemos nos esquecer de que os dois aspectos da existência, a luz e a sombra, manifestam-se incessantemente, em todos os acontecimentos.
Embora queiramos reter apenas o lado luminoso, o Todo engloba igualmente esta duas dimensões.
Para que não nos deixemos aprisionar pelo pessimismo e a descrença, precisamos ter nossa percepção interior desperta, pois é ela quem nos permite vislumbrar no aparente caos da vida, uma harmonia sempre presente.
Se nos mantivermos alertas e sensíveis, ela se apresentará a nós, e nos permitirá experimentar a dimensão divina, amorosa e mágica da existência.
A união, a gentileza, a solidariedade, o amor incondicional, o altruísmo, são as qualidades mais belas e elevadas que um ser humano pode expressar.
E elas estão aí, todos os dias, embora nem sempre o noticiário lhes dê destaque. Infelizmente, o empenho em propagar a negatividade parece sempre maior do que a vontade de espalhar sementes positivas de luz.
Exatamente por essa razão, cabe a nós nos mantermos firmemente conectados com nossa própria luz e, ao mesmo tempo, incentivarmos aqueles que nos cercam a fazer o mesmo. Esta não constitui uma atitude de alienação, mas, sim, uma forma de fortalecermos o campo de manifestação da divina Presença. Quanto mais forte ele se apresentar, maiores serão as chances de que possamos mudar a face atual do mundo.
"É melhor não rotular a vida. É melhor não dar a ela uma estrutura. É melhor deixá-la em aberto. É melhor não categorizá-la, não rotulá-la. Vocês terão uma experiência mais bela das coisas; vocês terão uma experiência mais cósmica das coisas - porque as coisas não são realmente divididas.
A existência é um todo orgásmico. É uma unidade orgânica. A menor folha de grama, a menor folha em uma pobre árvore é tão significativa quanto a maior estrela. A menor coisa é também a maior - porque tudo é uma unidade, é um espectro. No momento que vocês começam a dividir, vocês começam a criar linhas arbitrárias, definições; e esta é a maneira de perder a vida e o seu mistério.
Nós todos temos atitudes; esta é a nossa angústia. Nós todos olhamos a partir de um certo ponto de vista. Portanto, nossas vidas se tornam pobres - porque todo aspecto no máximo pode somente ser unidimensional, e a vida é multidimensional.
Vocês têm de ser mais líquidos, mais fluidos, mais dissolvidos e submersos; Vocês não devem ser um observador. Não há nada para ser resolvido!
Não tome a vida como um problema, ela é um mistério tremendamente belo.
Beba-a - é puro vinho! Seja embebedado por ela!
Um homem de negócios tem sua própria filosofia, suas próprias atitudes. O cientista tem suas próprias atitudes. Todo mundo está vivendo na pequena prisão de suas próprias atitudes.
Minha tentativa aqui é trazer vocês para fora de seu aprisionamento.
Portanto, eu não ensino nenhuma doutrina, eu não dou a vocês nenhum dogma, eu não dou a vocês nenhum credo para viver por ele.
Eu estou simplesmente tentando ajudar vocês a serem descarregados de todas as tolices que têm sido impostas a vocês por séculos.... Se vocês podem começar a viver como se vocês fossem o primeiro homem, somente então, há uma possibilidade de que vocês venham a conhecer o que é Deus, o que é liberdade, o que é alegria.
De outro modo, a miséria será seu destino; e naturalmente, cedo ou tarde, vocês estarão de acordo com a pessimista atitude do Buda: de que tudo é sofrimento, tudo é dor.
Eu absolutamente o nego, porque minha própria experiência é exatamente o oposto: tudo é felicidade, tudo é bênção. Mas depende de você, como você aborda a vida: protegido, com lentes em seus olhos, ou descuidado, em profunda confiança, em amor". OSHO - The Goose is Out
.

Texto de Elisabeth Cavalcanti.

5 comentários:

Leandro Luz disse...

Li esse post escutando o álbum 'Magical Mystery Tour' dos Beatles e aprovo. Combinou até com a imagem um tanto... psicodélica!

E como dizia o Fab Four: 'All You Need Is Love'

;*

Jonathas Nascimento disse...

Olá,

Encarta-se com a vida...talvez um segredo para renovar, crescer, sonhar, sempre...

Abraços,

Karina Guimarães disse...

Consigo me encantar com a vida, sobretudo quando me atenho aos pequenos detalhes, a beleza que eu encontro em tudo e todos a minha volta!
O amor tem uma capacidade enorme de nos manter encantados com a vida...por mais terrível que ela possa parecer!

Parabéns pelo otimo post..adorei!

Bjsss!

Paulinha Leite disse...

Que texo maravilhoso e intenso!
Uma linda e iluminada semana pra vc! A falta de tempo me faz ficar um pouco ausente, mas sempre que posso, estou aqui prestigiando esse blog que tanto gosto de ler... é impossivel nao gostar! Beijos de sol! :)

Paulinha Leite disse...

Oiii, nossa, fiquei tao feliz em saber que vc gostou do meu blog! :)
Seras sempre mt bem vinda ao meu cantinho. Sinta-se acolhida e receba meu carinho!
Beijinhos