sexta-feira, 3 de dezembro de 2010

às onze.

Quando eu era pequena e passeava pelos canteiros, gostava muito de uma florzinha super-colorida chamada Onze Horas. Ela se abre sempre às onze, por isso o nome. Mas o que mais me chamava atenção era a cor: parecia de mentira, de tão forte fúcsia que era. O tempo foi passando e eu nunca mais vi aquele colorido. Mudei do Jardim de Infância pro Ensino Fundamental, do Ensino Fundamental pro Ensino Médio, do Médio para o cursinho.
Hoje depois de tanto tempo, me lembrei do colorido daquela flor. E do quanto ele me faz falta às vezes.

5 comentários:

Leonardo Xavier disse...

Uma das coisas que eu me lembro do colégio que estudei na infância era um pé de jambo no centro de um dos pátios que deixava um tapete cor de rosa no chão na época da floração. Não tem nada a ver com flor que você postou, mas o texto me despertou essa memória.

Nina Oliver disse...

acho q já vi essa florzinha! =D
a coisa que mais lembro da minha infância era o cheiro de massinha de modelar misturado com cheiro de mirabel de chocolate! hihihi era tão bom ser criança...beijinhoo

Paula disse...

Linda, né? Adorei!

Leandro Luz disse...

Linda mesmo!
;D

Felipe Attie disse...

Minha avó tinha muitas dessa pelo jardim. Sempre me perguntei se elas adotavam o horário de verão.