terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

um ponto.


e o cerrado, antes tão distante, se transforma agora num mar de saudade.

4 comentários:

Leonardo Xavier disse...

Raiza, você tem razão tem horas que dá uma saudade das coisas e das pessoas que estão longe, mas a vida continua.

- sáminina. disse...

pois é Leonardo, a vida continua sempre =)

Paula disse...

Linda foto, viu?

É bom sentir saudade, quando se tem como matá-la depois! =oP

Beijokas

Oceano disse...

quase chorei quando li esse post...
saudade... saudades...
o cerrado é logo ali e ele quer te conhecer
agora falta pouco, menos que antes
não vejo a hora!!
bjos bjos bjos